Dia Nacional Contra a Obesidade


Em Portugal, 5,9 Milhões de portugueses têm excesso de peso; 8 em cada 10 idosos apresentam excesso de peso e apenas 41,8% dos cidadãos apresenta uma prática regular de atividade física, desportiva e/ou de lazer programada.

As estatísticas mostram ainda que, 30,7% das crianças portuguesas apresentam excesso de peso e 11,7% são obesas.

De acordo com o Eurobarómetro de 2017, apenas 5% das pessoas com 15 anos ou mais fazem exercício ou desporto regularmente e a mesma percentagem que faz habitualmente outras atividades físicas (por exemplo, usar a bicicleta como modo de deslocação). Portugal é o segundo país de Europa que menos caminha – 29% nunca caminham mais de 10 minutos por dia – e o país onde mais pessoas a revelam que não têm interesse ou motivação para praticar atividade física ou desporto. Pela positiva, Portugal é o país da Europa onde as pessoas reportam passar menos tempo sentadas diariamente.

Os hábitos de vida mais sedentários e a alteração dos hábitos alimentares, ocorrida ao longo das últimas décadas, que tem favorecido o consumo de cereais refinados, açúcares e gorduras saturadas, são os principais factores que levam a esta preocupante realidade.

Considerada, pela Organização Mundial da Saúde como uma epidemia, a obesidade afeta a longevidade e a qualidade de vida, levando a um importante aumento das doenças crónicas. Estima-se, por exemplo, que a hipertensão seja 2,5 vezes mais frequente nos indivíduos obesos do que em pessoas com peso normal.

Como prevenir e combater a obesidade?

Segundo a Fundação Portuguesa de Cardiologia, estas são as medidas que devem ser tomadas para prevenir e combater a obesidade:

1. Faça uma alimentação variada e equilibrada;

2. Aprenda a conhecer os alimentos e os nutrientes; 

3. Coma a cada 3 a 4 horas;

4. Mantenha uma actividade física regular;

5. Emagrecer e manter um peso saudável.


Na NBFisio temos uma Equipa Multidisciplinar, com profissionais que o podem ajudar no combate à perda de peso, quer na área do exercício, quer na área da alimentação. Procure sempre ajuda de profissionais de saúde que o aconselhem e o acompanhem!