Falemos de uma das patologias reumáticas e músculo – esqueléticas mais prevalentes em Portugal, que afeta 7 em cada 10 pessoas, a Dor Lombar. É uma dor comum em qualquer faixa etária, e é o segundo motivo mais frequente para a baixa laboral. 

A coluna lombar está localizada na parte inferior da coluna, sendo formada por vértebras (os ossos que compõem a coluna) que conectam o tórax, a cintura e as pernas. Quando ocorre dor lombar, esta situa-se entre a 12ª costela e as pregas glúteas, que pode dar ou não dor referida para os membros inferiores.

Curiosidades desconhecidas acerca desta patologia: 

- Não está associada ao envelhecimento

- A maior parte das vezes não tem causa associada  

- Não é causada por “má postura”

- Não está relacionada à fraqueza dos músculos abdominais

- Desde 2017, o Colégio Americano de Médicos (ACP), desencoraja o uso de medicamentos como primeiro passo para o tratamento de dores lombares.


Mas qual é então o tratamento mais adequado para uma dor tão intensa que nos impede de realizar as atividades de vida diárias?

- Promoção das ferramentas adequadas para a auto-gestão da dor lombar

- Exercício físico supervisionado

- Terapia Manual